domingo, 14 de agosto de 2011

Jornada científica permite actualização médica na área de cardiologia


Luanda – A primeira Jornada Cientifica de Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular, que decorreu de 12 a 13 deste mês, permitiu aos especialistas nacionais actualizarem conhecimentos nesta área, assim como a troca de experiências entre os profissionais das Republicas do Brasil e Cuba.
 Promovido pelo hospital Josina Machel, o evento reuniu perto de 150 profissionais, muitos de várias províncias de Angola e serviu ainda para o estabelecimento de estratégias comuns entre especialistas de várias unidades de Luanda e outras regiões do país.
 O cardiologista do hospital Josina Machel, Dário Olaio, defendeu a necessidade de haver uma maior coordenação entre as unidades hospitalares, sobretudo das periferias de Luanda e das províncias, para que os pacientes cheguem ao centro de referência de maneira coordenada e com o tratamento estomatologico realizado e da febre reumática terminada ou de outro foco.
 “Se todos colaborarem neste sentido ajudaria no melhoramento do prognóstico dos pacientes operados e dar então maior utilização das camas disponíveis”, defendeu Dário Olaio.
 Informou ainda que alguns pacientes apresentam co-mortalidades como por exemplo em actividades reumáticas, com problemas estomatólógicos e outros focos sépticos, obrigando ao seu internamento e serem submetidos a tratamentos clínicos prolongados, com consequentes aumento de gastos hospitalares, assim como o bloqueio de camas.
 Durante o evento, os participantes, entre enfermeiros, técnicos de laboratórios e de diagnostico clínico do serviço de cardiologia e cirurgia cardíaca de algumas unidades hospitalares, concluíram que os hábitos de vida adoptados por grande parte da população, como o sedentarismo, a falta de actividade física diária, uma alimentação desequilibrada, o tabagismo e outros vícios, continuam a ser factores de risco a evitar contra as doenças cardíacas.
 Assim, os profissionais aconselham a população no sentido de evitar a gordura na alimentação, o sal, e que a prática de exercícios físicos é uma mais valia para se pode evitar os problemas cardiovasculares.
 Durante a jornada realizada no quadro do plano de actividades científicas do hospital, Josina Machel, particularmente de incremento da investigação, os participantes, entre especialistas em cardiologia nacionais, estrangeiros e convidados, abordaram doenças cardiovasculares no Mundo, como usar a medicina baseada em evidência e reanimação cardiopulmonar nos últimos 20 anos.
 Em mesa redonda, os participantes analisaram e discutiram questões ligadas à hipertensão arterial, sua epidemiologia, abordagem diagnostica, classificação e estratificação de risco e tratamento.
 Já em conferência, a exemplo de outros países, como Cuba e Brasil, os participantes aprimoraram conhecimentos sobre a doença arterial coronariana crónica e o tratamento da anti-coagulação em pacientes com fibrilação.
 Cuidados de enfermagem em doentes em crise hipertensiva, insuficiência cardíaca, trombose valvar protética, síndromes coronarianas agudas, doença valvar, febre reumática, complicações neurológicas da cirurgia cardíaca, foram entre outros temas reservados para este certame.
 O evento decorreu numa das unidades hoteleiras da cidade de Luanda.
 
 
Fonte: ANGOP


Nenhum comentário: